Páginas

CLR 26 - Feitiço Branco - Bronwyn Williams

quinta-feira, 19 de julho de 2012


Kinnahauk fitava incrédulo a criatura pálida e frágil deitada na areia. Então era aquela a virgem que o grande Espírito lhe prometera trazer do outro lado das águas? A marca feita a fogo na testa da moça branca confirmava a profecia.

Temerosa, Bridget examinou o magnífico selvagem seminu que tinha diante de si. Com certeza ela estava longe das colônias inglesas e do fazendeiro com quem prometera se casar. Seria possível que tivesse escapado de morrer queimada como feiticeira na Inglaterra apenas para cair prisioneira de um índio de olhos dourados?

Fugir era o único pensamento claro na mente atordoada de Bridget enquanto Kinnahauk apertava os punhos com força e erguia os olhos para o céu que começava a escurecer.

Só podia ser um castigo dos Deuses!



Pronto, falei!

Esse livro é lindo! O mocinho é de deixar qualquer mulher sonhando acordada... um índio lindo, que faz tudo pela mocinha! Ela as vezes é meio boba, mas a história deles é linda. Este é o primeiro livro da série Cabo Hatteras, que por sinal é excelente! Super recomendado.

Vai uma espiadinha ai?

— Tenho pensando em você, Bridgetabbott. Muitas vezes, quando devia estar ouvindo o relato dos problemas de meu povo e tentando resolvê-los, meus pensamentos dispersavam como um bando de auhaum, que vocês chamam de gansos. Como isso poderia acontecer, sem que você me lançasse um encantamento, antes da minha partida? Isso nunca me aconteceu, antes. E me deixa muito intrigado, pois não consigo explicar o motivo.

Bridget nada disse. As palavras dele a tinham deixado mole e desorientada. Apertou os dedos nos braços, quando Kinnahauk inclinou-se e a segurou pelos ombros, fazendo com que se levantasse.

— Não quero me sentir assim, Bridgetabbott. Você é inimiga do meu povo. Só um homem fraco permite que o inimigo o distraia, e Kinnahauk não é um homem fraco. Ele tem de ser mais forte que dois homens, pois seu povo está dividido, mas todos precisam de um werowance.

— Eu nunca fui sua inimiga, Kinnahauk.  

O mocinho dos meus sonhos!




O mocinho dos meus sonhos interpretando o Kinnahauk é o ator americano Michael Spears.


Tim tim por tim tim! (Spoiler)

Bridget Abbott é uma jovem que vive em um pequeno povoado da Inglaterra com sua mãe, sendo ambas conhecedoras das ervas, plantas e porções medicinais. Sua vida muda de rumo quando sua mãe é assassinada pelo povo sob a acusação de ser uma bruxa e Bridget é aprisionada, marcada na testa com o símbolo da bruxaria e enviada para Newgate, a prisão de Londres. Lá ela recebe uma proposta de liberdade se aceitar ir morar nas colônias inglesas da América e casar-se com um fazendeiro. Vislumbrando uma esperança para o seu futuro, Bridget aceita a proposta e parte de navio para o novo continente, rumo a Albemarle na Carolina do Norte.

Sua jornada muda mais uma vez quando o navio está próximo da costa e bate em um banco de recifes fazendo com que ela seja jogada ao mar. A correnteza acaba por levá-la até a praia de Croatoan, uma ilha habitada pelos índios Hatorask, onde é encontrada por Kinnahauk, chefe da tribo.

Kinnahauk é um líder guerreiro que vive seus dias resolvendo os problemas de seu povo e buscando respostas para as inquietações que ele tem sobre a vida. Quando jovem ele teve uma visão de que sua futura esposa seria uma mulher vinda de uma terra distante e ele a reconheceria pela marca de fogo que ela teria na testa. Ele aguarda sua chegada por muito tempo e sempre a imagina como uma índia de alguma tribo vizinha, alguém como ele, do seu povo. Ao encontrar Bridget ele fica chocado ao ver a cicatriz que ela tem na testa indicando ser ela a sua prometida, pois Kinnahauk despreza os homens brancos e tudo o que eles representam, uma vez que seu pai e seu irmão morreram por causa dos brancos.

Movido pela honra apesar da decepção, ele a leva para sua aldeia onde ela é acolhida por seu povo e passa a viver entre eles. Mesmo sendo os sentimentos de Kinnahauk conflitantes, pois ao mesmo tempo em que a despreza, ele a deseja muito, o romance entre eles se desenvolve de uma maneira linda, enfrentando as diferenças culturais, intrigas, ciúme e muito mais.


Fique por dentro!

Croatoan: é uma tribo de índios americanos que habitou a costa da Carolina do Norte, além de também ser o nome de uma ilha da região. No livro o mocinho Kinnahauk é descrito como descendente de Manteo, que  na vida real foi um nativo croatoan que manteve estreitas relações de amizade com os ingleses durante a colonização, tendo inclusive viajado para a Inglaterra.

Cabo Hatteras: é uma península localizada na costa do Estados Unidos na Carolina do Norte. É conhecido como "cemitério do Atlântico" devido ao grande número de navios que ali naufragaram ou se perderam. O local é famoso também devido a história da colônia perdida de Roanoke, um assentamento de colonização inglês que misteriosamente desapareceu sem deixar vestígios. Não foram encontrados corpos, sinais de ataque ou batalha, a única pista sobre o desaparecimento dos quase 150 colonos foi a palavra Croatoan encontrada gravada em uma das paredes do forte construído no local, indicando que possivelmente as pessoas tenham se mudado para a ilha de Croatoan, porém até hoje o mistério não foi desvendado.

Feitiço branco: foi o primeiro romance histórico escrito pelas irmãs Dixie Browning e Mary Williamns que juntas utilizam o pseudônimo de Bronwyn Williams.
  
Raio X

Título: Feitiço branco
Título original: White witch
Autora: Bronwyn Williams
Publicação: Harlequin Books, 1988
Publicação no Brasil: Nova Cultural, 1990
Coleção: Clássicos da Literatura Romântica nº 26
Série: Cabo Hatteras, nº 1
Personagens: Kinnahauk e Bridget Abbott
Período - Local: 1681 - ilha de Croatoan na província de Carolina, América do Norte.
Assunto: mocinho índio, história norte americana, virgens, curandeira
Capa original:



Série Cabo Hatteras

1 - Feitiço Branco - Bronwyn Williams - CLR 26
2 - Anjo Apaixonado - Bronwyn Williams - CLR 124
3 - Mar de Desejo - Bronwyn Williams - CLR 130

Um comentário:

Anônimo disse...

Obrigada...Adorei a forma como detalhou, principalmente os fatos (Fique por dentro!)Com certeza um trabalho tão bem feito, que mostra grande dedicação, deixa leitoras como eu, muito felizes em ter acesso a este site.Grata por seu tempo e amor aos romances.

Postar um comentário